terça-feira, 30 de agosto de 2011

Triplette de Estreias

Hoje apeteceu-me ir à pesca de manha. Mas a preguiça por vezes fala mais alto e deixei-me ficar na cama mais 30mins do que o previsto. O telefone toca novamente, lá me tenho que levantar... Com as coisas já arrumadas, restou-me comer qualquer coisa e fazer-me à estrada.
Chegado ao local, já o sol espreitava pelas colinas nas costas, monto rapidamente o material e siga para a areia. Em pleno caminho, já a pensar qual amostra iria primeiro à água, decido-me pela mais recente aquisição, uma Ryobi Trappers de 145mm com 18gr e cor chautreuse, relevou-se grande lançadora que me está a tornar fã a cada momento.

Faço o primeiro lançamento descansadinho e estou eu a falar para os meus botões, quando sinto a primeira pancada na amostra! "Já? Fogoooo!" e sim, já estava ferrado um robalinho que devia ter os seus 30/35cms. Devolvido à água com o melhor dos cuidados, dei por mim a reparar nas estreias que fiz só com um lançamento. Ora vejamos:
- Primeira vez que aquela amostra vai à água;
- Primeira vez que logo no primeiro lançamento apanho peixe;
- A melhor de todas, primeira vez que apanho um robalo com amostra rigida, já que os anteriores tinham sido sempre com vinis;
"O robalo madrugador"
Poderia ainda acrescentar que é a primeira vez que apanho peixe naquela zona, mas estaria a levar ao extremo isto dos  "primeiros". Seja como for, foi uma manha de pesca bastante agradável que é tudo que importa nesta vida de Faiiiiiina!

Boas pescarias e até breve!

Ficha técnica:

Cana: Alpha Tackles Evoc Series Marauder Heavy - XH
Carreto: Okuma Trio 40S
Linha: Multifilamento PE 0,17mm
Estralho: Gorilla UC-4 Fluorcarbono 0,30mm
Amostra: Ryobi Trappers 145mm - Chautreuse
Ler mais »

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Tomar Aveiro de assalto! - 2

Depois da investida anterior, o bichinho ficou a morder por mais e nova investida pediu-se! O Zé disse-me no dia anterior que iria falar com o Raul, um colega também do PcA, para fazer uma pescaria comigo já que é da zona. Dito e feito, um telefonema e marcamos para as 6h no local onde tive os toques. Novo relato cronográfico:

- 5h30: Toca o alarme, digo mal da minha vida, mas levanto-me!
- 5h33: Novamente a rigor, o pequeno-almoço de hoje foram umas Belgas... Huuummm!
- 5h45: Hoje está mais frio que ontem, melhor vestir um casaco. O carro está "quentinho".
- 6h00: No local, o Raul já la estava. Uma conversa, troca de impressões e monta-se o equipamento
- 6h15: Preparados, vamos para o sitio escolhido
- 6h17: Um lançamento..... Dois lançamentos.... "Oh Cláudio, já tenho um!" Pois, demorou 2 lançamentos!
- 7h00: Chega um colega do Raul, do PcA também mas não tão activo, Francisco
- 7h30: Os "pescadores" do lado, ao fundo, apanham um robalo que mais parece as saltigas que usamos como amostras. Saco com ele. Tristes.
- 7h45: Apanham uma micro-baila. Saco. Tristes.
- 8h00: Varios toques, sempre peixe pequeno! Onde anda o meu cabeçudo aveirense??
- 8h17: O "pescador" quis trocar impressões mas pelos vistos, é mais para tentar se exibir. Triste.
- 8h30: A dança das amostras continua, ora experimenta esta, ora aquela. Tive oportunidade de experimentar amostras que penso comprar futuramente, trocar impressões... A pesca é isto!
- 9h00: O meu cabeçudo não apareceu, a hora de ir embora chegou... Não vou triste, pelo contrário, tive 2 manhãs de pesca muito boas, onde sozinho consegui me safar bem e com a companhia de bons pescadores pude trocar impressões e aprender mais coisas!

Adeus Aveiro e até qualquer dia!!!
Ler mais »

sábado, 27 de agosto de 2011

Tomar Aveiro de assalto!

Numa operação quase relâmpago, o destino deste fim de semana foi Aveiro. A chegada ao destino foi rápida e depois de uma chamada para o Zé a desafiar uma pescaria, que infelizmente não se pode juntar por motivos de força maior, deu-me umas dicas sobre locais fortes e técnicas .No entanto nada impede que haja uma exploração a solo! Vou agora fazer um relato cronográfico:

- 5h20: O sono não anda por estes lados, mais vale levantar-me antes que o despertador toque!
- 5h30: Vestido a rigor (calções, tshirt e chinelos) e a tomar um pequeno-almoço de campeão( croissant que sobrou do lanche do dia anterior)!
- 5h45: Dentro do carro, está uma temperatura....Engraçada....
- 6h00: Costa Nova, um destino desconhecido
- 6h13: Fato vestido, cana montada, Let's Go Fishing!!!
- 6h15: Primeiro lançamento eee........... Nada. Vou ter que lançar novamente!
- 7h37: Depois de vários lançamentos, vários metros a andar pela praia, chego a um bom sitio... Promete!
Algures por Aveiro...
Existem locais...

Cuja paragem é obrigatória!
- 7h49: Um toque! Um belo toque que não deu hipótese de reacção... Numa recuperação com toques de ponteira, sinto um puxão, drag a gemer e no mesmo segundo, perco a tensão na linha. Fugiu....
- 8h12: Mudança de amostra, ele anda aí, eu sinto-o.....
- 8h18: Novo toque, mas desta vez vi o lombo prateado do pequeno e atrevido labrax que se atirou à Hart Missile 130
- 8h30: Hora de mudar de local, o nível de água já não é muito
- 8h49: Toque...Ferragem... PEIXE! A grade foi-se embora, deu lugar a um belo robalo branco, com medida e que terá o privilégio de ser o meu primeiro Catch&Release!
Labrax branco
Contrastes
-9h00: Rumo ao carro, a pescaria de hoje terminou e com um belo robalo. O local promete, sem dúvida!

Video da libertação:




Ficha técnica:
Cana: Alpha Tackles Evoc Series Marauder Heavy - XH
Carreto: Okuma Trio 40S
Linha: Multifilamento PE 0,17mm
Estralho: Gorilla UC-4 Fluorcarbono 0,30mm
Amostra: Blue Fox Jig (HBBR) + Civelix Branco
Ler mais »

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Visita Inesperada

Depois de ter sido contactado por uma mensagem particular no forum do PcA pelo Zé (deixo aqui o endereço do blog - contém lá o relato da passagem por cá), o desafio de uma pescaria foi avante e na terça-feira de manhãzinha estávamos já prontos para lançar umas amostras entre neblina ameaçadora e  água bastante..."vegetariana"!

Apesar do mar estar calmo, nas bordas e zona de rebentação havia um grande amontoado de algas soltas, o que fazia com que 98% dos lançamentos resultassem em algaes. Lançamento atrás de lançamento, alga atrás de alga, o Zé safa a grade com um robalinho que pouco maior era que a Saltiga 17 Castanha. Um bom momento de libertação que se tentou registar em video mas não correu muito bem... Melhor libertações vão chegar!
Mais uma série de lançamentos e eis que ocorre um novo ataque, agora de um marlin nacional (peixe-agulha). Apesar da libertação ter sido um pouco dolorosa para o peixe, fez-se todos os possíveis para o devolver nas melhores das condições e rapidamente estava de volta à água.
O sol começou a parecer, a hora de terminar a pescaria aproxima-se e rumamos ao carro, combinando uma pescaria para o dia seguinte! Dito e feito, no dia seguinte, à mesma hora!

Quarta-feira, dia mais fresco mas sem nevoeiro. Optamos por seguir o percurso em sentido inverso ao dia anterior depois de umas dicas do Luis Almeida. Desta vez, a água apresentava melhor aspecto e com menos vegetais, mas isso não se traduziu em mais peixe, já que a grade para os dois foi o prato do dia. Agora deixo apenas uma nota especial....

Estava quase terminada a pescaria, quando o Zé me chama muito nervoso para trás da rebentação e me diz para olhar para uma zona onde estaria um robalo. Eu sem oculos polarizados, apenas imaginei um robalinho de 1kg, talvez 2kg.... Ora, não é que passado 1min ou 2mins, se vê a uns 3mts de nós uma mancha negra, enorme! Um robalo com 4kg, no minimo e nada queria comer! Desde jigs grandes, pequenos, saltigas,  tudo o que havia no saco deve ter  ido parar à água naquele momento.... Mas quando não querem, não querem...

E assim foram mais 2 jornadas com um grande companheiro de pesca,  que em breve terá uma visita ao hotspot dos robalos, Aveiro!

Boas pescarias para todos!
Ler mais »

domingo, 14 de agosto de 2011

Ultimas investidas sem sucesso

Pois é, a crise chegou à pesca. Deste o ultimo post tenho feito algumas investidas, tanto com spinning, fundo ou buldo.... A "melhor" pescaria que consegui foi uma cavala bem grande com um pingalim cinzento escuro artilhado com fateixa, um chumbo tipo texas para dar profundidade e um raglou de 60grs.

O mar tem estado calmo, os barcos colocam 2,3,4 ou mesmo 5(!!!) filas seguidas de redes, algumas a menos de 500mts, não duvido.... Se não há redes, então há algas em quantidades impossíveis o que leva a pensar 2 e 3 vezes antes de lançar uma amostra para perto delas.

Durante este tempo posso destacar algumas investidas, como um mini-encontro com colegas do fórum que frequento e aconselho a quem quiser seguir a pesca com artificiais a sério pois aprende-se muito, a companhia é excelente e o objectivo é apenas um: desfrutar a pesca no seu estado mais puro.

Assim sendo, combinou-se uma saída para a zona de Aver-o-Mar com colegas do PescaComAmostras e cedinho nos encontramos. Uma troca de impressões rápidas e estamos a pescar. Umas dicas do pescador local, os peixes não colaboraram. Um dia bem passado com a promessa de repetir outros dias.

Entre esta pescaria e outras investidas, fui algumas vezes pescar ao fundo mas nem as fanecas me querem este ano...Se calhar resmunguei demasiado com elas e agora olha, nada para ninguém eheh.

Fui também outra vez com o Jorge fazer meia dúzia de lançamentos para o paredão e custou-me perder a amostra que me deu o meu primeiro peixe ao spinning.... Custou, mas é vida!

Agora de férias, 15 dias que vao passar a voar, gostaria de experimentar sítios, companhias e técnicas. Os achigãs e/ou lucios(percas) são um possível destino, os robalos desaparecidos vão continuar na minha mira e noutras alturas mortas o fundo continuará a ser vasculhado.

Os peixes podem não andar por cá.... Mas eu cá os espero!
Ler mais »