quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Um regresso a casa!

Aproveitando o fim de semana prolongado por causa do feriado do 5 de Outubro (enquanto ainda é feriado...) dei um salto a Viana mas desta vez preparado e com intenções de fazer umas pescarias!

Sexta-Feira 05-10-2012



A primeira investida deu-se logo na manhã seguinte à minha chegada (deitei-me à 1h de quinta para sexta, levantei-me às 6h de sexta) e nem a carga de sono que tinha me impediu. Tinha em mente uns spots pouco explorados por mim anteriormente mas que agora, já com alguma experiência, achei terem um certo interesse e potencial.
O dia nascia devagar, sentia-se uma brisa gelada, o sol a aquecer e o mar estava calmo mas com espuma e mexido em bons pontos. As condições estavam boas! O único problema era falta de registos do local, tinha areia recente ou antiga, estava a perder areia ou a repor...
Material fora do carro e preparado a rigor (desta vez levei uns vadeadores emprestados pelo João por ser mais fácil o transporte), desloco-me para o local e faço os primeiros lançamentos. Após os lançamentos iniciais, reparo que tenho o dedo bem inchado do frio e da fricção do dedo, o Inverno está a chegar...!
Fui experimentando algumas amostras, animações com toques e trabalhar em camadas de água diferentes mas a grade parecia ser algo mais que garantido. Até que me recordei de algo que nunca tinha experimentado mas é cada vez mais comum no Reino Unido.

Pegou lá a moda do LRF (Light Rock Fishing) ou nalguns casos HRF (Hard Rock Fishing) onde usam vinis com formas, tamanhos e cores variadas com material mais ou menos leve e entre as capturas destacam-se os coloridos bodiões, os robalos e os badejos.
Como eu ando sempre com a minha caixa de vinis, fui ver o que tinha lá e vejo um Xlayer de 4,5" na cor Smoke&Glitter montado com um cabeçote Lip Weight Shad com 15gr da Storm. O pesqueiro parecia semelhante ao encontrado por aqueles lados e numa tentativa de deixar a grade com um bodião (seria uma estreia) lancei sem hesitar.
Logo ao primeiro lançamento prendeu, soltou-se no mesmo momento e bastaram 4 ou 5 toques da cana para pôr o vinil a dançar e...Já está!! O primeiro peixe do dia estava ferrado, era pequeno mas nervoso e consegui com sucesso o trazer para a minha beira para o recolher com cuidado.
Robalote com Xlayer da Megabass
E que belas cores...!
Anzol retirado sempre com cuidado e estava safa a grade, restava libertar o pequenote ao seu habitat. Foi uma alegria vê-lo a nadar e eu perdia a grade! Depois disso ainda fiz mais alguns lançamentos mas a hora do almoço já se aproximava então comecei a fazer o percurso de regresso.
Pelo caminho ainda parei bastantes vezes para apreciar tudo o que me rodeava, era algo fantástico!! Poças de água cheias de vida, com cabozes, caranguejos, camarões... Algas de diversas formas, tamanhos e cores bem ao jeito do Outono em tons de castanho, verde escuro, bordô....!!
Tentei, embora sem grande sucesso, capturar isso nalgumas fotos mas o melhor que saiu foi...
Natureza belíssima!

Sábado 06-10-2012



Antes de ir para Viana combinei com o meu colega Jorge uma pescaria e tínhamos combinado que seria no Sábado de manhã e a hora de encontro às 6h30.
Ora pois bem, a noite de sexta revelou-se longa e quando dou por mim eram 6h30 e estou eu a chegar a casa ainda sem dormir! Claro que a pesca fala mais alto que tudo e apenas pedi ao Jorge para me dar tempo de ir buscar o material e descia já para seguirmos para o pesqueiro!
As condições de um dia para o outro pioraram, hoje tínhamos um céu nublado, uma brisa gelada constante, o mar mais agitado e com corrente. Mesmo assim, com um grande aspecto robaleiro, parecia prometer..!
Mas logo na primeira hora uma maré de azar chegou para os dois, com prisões e umas amostras perdidas (2 para o Jorge -1 para mim), o fio do Jorge a fazer cabeleiras ao lançar e até partiu o fio (mas conseguimos recuperar a amostra).

Durante estes acontecimentos azarados todos, houve ainda um inédito, pelo menos para mim: a captura de uma gaivota! O vento Norte estava a criar algumas barrigas no meio fio e as gaivotas andavam a favor do vento. Ora não era dificil adivinhar que havia a possibilidade de uma ir contra o fio num dos lançamentos... Dito e feito, acabo de lançar, o fico começa a descer e uma gaivota num voo rasteiro enrola-se no fio!!

Com cuidado tratei de a trazer até a areia e lembrando-me da experiencia anterior com o corvo marinho, tirei o pano da bolsa e dei-lhe ao bico para ela ficar quieta.
Com cuidado, passei a cana ao Jorge e fui desenrolar o fio da nossa nova amiguinha e num instante já estava ela a voar para a beira das amigas! :)

Com o ânimo em baixo, deslocamo-nos um pouco e fomos para uma zona mais calma, perto de onde eu tinha apanhado o pequenote no dia anterior. Eu apostava em amostras pequenas, superficiais e energéticas, pois os pesqueiros tinham muita pedra, por vezes mesmo à nossa frente e não eram muito profundos.
Saltitava-mos de sitio em sitio até que chegamos a um com bom aspecto e insistimos um pouco. Essa insistência acabou por resultar num outro pequenote para mim!
Outro robalote!
A amostra usada foi uma das primeiras que comprei no eBay e confesso, não faço a mínima ideia qual a marca (se é que tem!)... Chinesices! Mas uma coisa é certa,apenas lhe troquei as fateixas para mais pesadas um pouco e lança bem a curta/média distância, tem rattling e tem um trabalhar energético que (pelos vistos) até engana peixe...!
Aproveitei a ocasião que tinha companhia e fez-se um pequeno video da libertação do robalote (34cm), espero que gostem!




A maré ia cada vez mais perdendo água, o vento continuava e optamos por dar por terminada a pescaria, pois já não havia paciência...No entanto ainda houve um tempinho para, à semelhança do dia anterior, tirar umas fotos engraçadas no local!
Fantástico...
O corpo já não aguentou mais e tanto no Sábado à tarde como no Domingo andei a praguejar por causa das dores nos ombros e pernas... Coisas que só acontecem a quem vai à pesca :)

E termino por agora.... Depois destas aventuras e sem grades pelo meio, fico contente por sentir que melhoro a minha percepção do que me rodeia e como actuar em certas situações!

8 comentários:

  1. Boas Cláudio,

    Mas que condições fantásticas, isso sim é que é sair para pesca e não gradar, vinis a funcionar, peixe a sair, que mix maravilha!!!

    Ainda este verão passei por Viana, já não estava por ai há muito tempo e além de muito bem almoçar ainda deu tempo para ir ver uns pesqueiros por ai, a zona é impressionaste, penso que dai até caminha é um paraíso daqueles, qué maravilha, qué maravilha é o que se pode dizer, gostei do relato!

    Parabéns pelos peixes, bela pescaria essa, um grande abraço,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora viva Armando,

      É verdade, foram 2 sessões bem giras e o peixe, ainda que miúdo, deu para alegrar o dia :)

      Abraço

      Eliminar
  2. Alo Morais!
    Bonito relato e interessante :)
    Bons pesqueiros que tens por aí e estas numa boa onda com a natureza...
    Parabens pelas libertações.
    Um abraço e força

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olhó Lobo :)

      Os pesqueiros têm boa pinta sim, e tenho pena pois faltou-me o tempo e um pouco mais de experiência na altura que lá estive...
      As libertações já fazem parte, temos que preservar o que nos dá mais gosto :)

      Abraço e carrega neles!

      Eliminar
  3. Antes de mais parabens pelo blog e os magnificos relatos feitos por si,sem duvida que para quem está a começar nesta modalidade como é o meu caso são um factor de aprendizagem e de alento para tentar mais e melhor. Espero ver mais pescarias por viana pois tambem é a minha terra.
    Se não estou em erro a foto de fundo fica para sul entre cabedelo e a praia do rodanho correcto?

    Continuação de boas pescarias!!!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Diogo, obrigado pelo comentário, fico sempre contente quando os leitores gostam do que vou escrevendo :)

      Quando à foto do fundo trata-se de uma zona de Sines, numa pescaria fora do comum :) A foto que tinha antigamente, onde até aparece a minha cana, é que era na zona da Amorosa :P
      Abraço!

      Eliminar
  4. Boa noite,observando melhor a foto tem razao mas passa bem por viana eheh
    Apenas experimentei 3x esta modalidade experimentei 2x depois da praia norte junto ao primeiro moinho mas tava dificil devido ao fundo de pedra,agora experimentei em afife e ja me safei melhor ja consegui trabalhar a amostra, para sul na amorosa ainda nao pesquisei ouvi falar bem , mas tambem e pesca ao fundo.
    Quando passar por viana e caso queira fazer uma pescaria avise que estou sempre pronto para aprender!!!!

    Boas pescarias!!!!!!¡¡¡¡¡¡¡

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Diogo!
      O importante é insistir e aprender o fundamental, criando boas bases de conhecimento, o resto depois vem por acréscimo!
      Um dia que vá com tempo e leve o material direi algo, aprende-se sempre algo quando se vai à pesca ;)

      Abraço

      Eliminar