quarta-feira, 28 de maio de 2014

Eis o final da jornada

Ao contrário do que alguns estariam a pensar e deduzir o último dia da maratona de pesca não envolve um peixe record mas sim um dia de pesca bem agradável e diferente!

Depois de 3 dias seguidos a tentar a minha sorte, com peripécias como apanhar redes, nadar para libertar amostras, um robalo grande apanhado pelas costas e uma pequena baila, tive o meu merecido descanso no sábado e fui desfrutar um pouco a praia.

No entanto, já sabia o que me esperava no dia seguinte... Uma ida à Figueira da Foz mais precisamente Buarcos, a propósito de um convívio organizado pelo PCA.
A jornada começou cedinho (4h da manhã, dureza...) e mesmo com poucas horas de sono, a boa disposição reinou durante a viagem toda!

Num instante chegamos ao local combinado e tivemos os cumprimentos da praxe - uma bela chouriça assada e um "ice-tea" camuflado de jeropiga (ou era ao contrario?!? Já não sei ehehe)
Quase tudo a postos
"Ice-Tea" e chouriça assada
Foto de grupo da praxe!
Tudo a postos, hora de molhar as amostras! A maré estava a descer, com um mar um pouco sujo mas com boas probabilidades de proporcionar capturas.
A descer para a praia...
...Aqui já se pescava...
...O nevoeiro começava a aproximar-se!
Cada vez mais tapado...!
Depois da aventura pela Costa Alentejana, achei que ali teria uma boa altura para experimentar o colete e ver se não tinha nenhum problema (flutuabilidade, algum defeito de fabrico, sei la...)
Então nada como aproveitar a desculpa de que "ah e tal, olha lá a minha amostra prendeu ali a frente, vai lá soltar" e eu lá fui, todo contente :)
Missão - Busca e Salvamento!

Depois do teste feito e uma vez que já tinha o fato molhado, nada me impedia de tentar ir um pouco para lá da areia, com tantas pedras ilhadas que tinha ali na zona!
Entre pedras e caneiros, cheguei a uma pedra que apresentava espumeiros tanto do lado esquerdo como do lado direito.
Insisto nessa zona com um dos meus vinis caseiros castanho, copia de um lunker city.

Lançamento atrás de lançamento e sinto uma pancada e toques bons, tinha um peixe cravado!! Olho em redor, o nevoeiro estava cerrado e não conseguia ver bem à minha volta, começo a tentar ver por onde o trabalhar quando...


.............Soltou-se.

Ao fim de uns 4 ou 5 segundos de luta, soltou-se!!
Que raiva eu senti naquele momento!!! Mandei umas valentes c@£$%das para o ar de tão chateado que estava, mas nada mais havia a fazer, era insistir novamente mas não deu em nada...
Outros spots...
...Muita pedra por explorar!
A manhã foi-se passando sempre em busca de capturas, "saltando" de pedra em pedra (ou melhor, nadando) como podem ver no video e fotos abaixo :)
Indo eu, indo eu....!
...à procura do robalo....
...Esta é minha!!!
Eu lá ao fundo!


Quase já no final, o leiteiro da casa ainda conseguiu fazer um brilharete com 2 peixes tirados num instante, é preciso ser mesmo leiteiro!!! :)
Leiteiro e peixe #1
Leiteiro e peixe #2
Tirando estes 2 jovens peixes, sairam outros tantos onde um era pouco maior que a amostra e o outro já era maior e vacinado com uns bons 50cm!

Houve ainda para além do meu fugitivo, um robalo mais valentão que arrebentou com tudo, provocando uma nada agradável azia...Como eu percebo!!

Depois disso seguiu-se o momento dos petiscos e convívio bem animado, onde nada faltou e a boa disposição esteve sempre presente!
Cumbíbio!!
Naturalmente depois de tanta energia gasta durante o dia, eu e o João chegamos a casa estafados mas com a sensação de que a missão estava cumprida!

18 comentários:

  1. que três estão aí... todos pertencem a teams diferentes....eheheh

    abraço do Tozé

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É é, só teams e gradeiros :) eheheh

      Abraço!

      Eliminar
  2. Excelente post...
    A semelhança do convívio ...

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi cansativo, mas valeu a pena :)

      Abraço!

      Eliminar
  3. E pá como é que queres apanhar peixe, espantas os gajos com esse colete vermelho enquanto vais a nado ;) tens de arranjar umas barbatanas para facilitar o processo, assim chegas mais rapidamente ás pedras ilhadas bem como às amostras.
    Bom post e certamente um bom convívio, os robalos não ajudaram mas a festa fez-se na mesmo, isso é o mais importante.
    Um abraço e boas ilhadas ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah eu bem tentei arranjar um de outra cor, mas só havia mesmo aquela... Pelo menos, flutua :)
      O convivio foi muito bom, deu para tudo e mais alguma coisa ;)

      Abraço!

      Eliminar
  4. Quer dizer que passas-te pelas minhas bandas:) Cláudio, está mt fraco de robalos em todo lado, mas o post está bem engraçado e as fotos também, valeu esse conviivo que deve ser 5 estrelas, força ai companheiro, um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, dei um saltinho ai às tuas bandas mas as malditas redes....Enfim!! Valeu-me as paisagens fantásticas!
      O convívio foi fantástico, pena o peixe ter fugido :)

      Abraço!

      Eliminar
  5. Pareces o Robinson Crusoe na ilha deserta. eheheh O mais importante é o convivio e aquele que fugiu vai crescer mais um pouco e depois vai-se cravar nas tuas fateixas.

    Saúde, da boa! ; ))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahah sozinho na ilha é assim :) Da proxima levo uma bandeirinha para marcar território eheh :)

      Abraço!

      Eliminar
  6. Bem que grande embalagem que levaste, depois de vires para a Costa Alentejana ainda tiveste força para fazer essa investida...
    Agora com esse colete, não tarda nada vais buscar os robalos às Berlengas... LOL
    Bom convívio, onde pelas imagens nota-se claramente a boa disposição!

    Abraço e força ai!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem corre por gosto não cansa, mas olha que elas não matam mas moem! Depois disso tudo andei de rastos...
      O colete agora é a minha embarcação lowcost :)

      Abraço!

      Eliminar
  7. ahh Valente!! Isso é que foi uma jornada daquelas....
    Até os barcos se juntaram ao convivio, como é que queriam vocês apanhar peixe ehe
    Valeu pelos mergulhos e pelo convivio!

    Força aí,
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esses desgraçados a cada passo chegavam-se de tal maneira perto que até pareciam estar a pedir para ficarem encalhados...Que pena não ficarem!!
      Mas é isso, já valeu a pena pelos mergulhos :D

      Abraço!

      Eliminar
  8. O peixe não colaborou...mas, mais importante do que isso foi certamente o convívio.
    Agora, á que recuperar energias para novas batalhas. A recompensa chegará a qualquer momento.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O importante foi mesmo o convívio, se o peixe colaborasse, melhor ainda :)
      E energia há sempre, desde que seja para pescar eheheh :D

      Abraço!

      Eliminar
  9. Boas! apesar de não ser muito das andanças dos blogs e dos comentários, sigo com regularidade as investidas de alguns. são pessoas que não conheço mas que me proporcionam bons momentos com as suas histórias.

    Achei esta ideia de 'ir a nado' simplesmente genial, nunca me tinha ocorrido e depois de ver este post só me veio à cabeça 'é mesmo isto' que tenho de fazer também. é muito prático e podes ainda alcançar melhores spots e salvar amostras e ainda com mais segurança.
    Gostava de te perguntar que colete usas e o calçado se é daquele de neoprene normal.

    Obrigado e boas pescarias e continua com os bons relatos.

    Abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Frederico,

      Obrigado pelas palavras, é bom saber que as minhas aventuras relatadas dão gosto a quem as lê :)
      O colete que usei foi um baratuxo da Decathlon, sem bolsos nem nada, apenas o necessário para pescar na Costa Vicentina: Flutuante e com reflectores, ambos obrigatórios.
      O calçado trata-se apenas de umas botas de neoprene com sola de borracha.

      Claro que para uma ilhada a sério e ir mais longe, uma prancha e barbatanas é o mais adequado, mas para fazer umas "brincadeiras" como as que eu fiz, chega bem o colete :)

      Abraço!

      Eliminar