segunda-feira, 3 de abril de 2017

Karma instantâneo!

Por vezes acontecem coisas na pesca que nos deixam na dúvida... Na dúvida se as coisas acontecem por acaso ou realmente há algo "mais", onde para cada acto há uma consequência, seja negativo como positivo.

Este relato começa com uma tímida e pequena abertura nas previsões, como de costume, mas com uma grande nuance... Coincidiam com uma maré matinal. E em dia de trabalho...
Ir ou não ir? Será que vale a pena tentar aquelas 2h ou mais vale ficar na cama e esquecer?

Certamente já adivinharam qual foi a decisão, caso contrário esta história terminaria por aqui :)

Ninguém quis alinhar na minha pequena "loucura", uns por responsabilidades, outros por incompatibilidade no horário, acabei então por ir sozinho. Não é problema, por vezes dá gosto aventurar-me sozinho e ter uns momentos a sós!

Ainda estava escuro e noite cerrada quando o despertador toca e como se tivesse molas salto da cama, visto-me, pego nas coisas e estou no carro. Uma operação rápida e cirúrgica, estando tudo pronto logo na noite anterior. Todos os minutos contam...

Chego ao spot que tinha em mente, faço meia dúzia de lançamentos mas o mar estava bruto e traiçoeiro... Não queria arriscar de maneira nenhuma e fui procurar outro pouso.

Encontro outro sitio mas nem levei cana, apenas fui confirmar que não tinha condições. Já com outro sitio em mente e a caminho, apercebo-me de um sitio onde o mar estava com bom aspecto.
Sem cana, fui espreitar um pouco e tentar perceber se tinha ou não condições.

Olho para o relógio, calculo a altura da maré e vejo o comportamento do mar. Estava bom, era ali mesmo!
Agora equipado, começo com alguns lançamentos para sondar o pesqueiro. Vinis a bater no fundo para perceber onde andavam as pedras e como seguiam as correntes.

Com isto tudo, o tempo ia passando e o lusco-fusco era cada vez mais uma realidade, já surgiram alguns raios de luz, a hora mágica estava a chegar... "Ou engano alguma coisa, ou então é grade certa"

Agora com alguma luz, apercebo-me que os lançamentos não estavam a chegar onde pensava estar a chegar. Amostras e vinis não chegavam à zona que queria e mudei para uma zagaia com raglou. Vou fazendo alguns lançamentos e reparo que ao meu lado está a chegar um pescador.

Faço mais um lançamento longo, recolho lentamente e quando olho novamente para o pescador, levanta-me o braço e dá-me o bom dia. E eu retribuo a simpatia, levantando também o braço.
Eis que quando volto a recolher, tinha um peixe ferrado! Karma instantâneo!!

Trabalho o peixe com calma e trago-o para a beira, quando chega a hora de recolher o peixe lá veio para cima a peso. Já contava estar num pesqueiro assim e por isso levei a cana para esse tipo de trabalho.
Robalo com zagaia
Já valeu a pena!
A selfie da praxe
Nada como um robalo matinal!
O senhor veio novamente cumprimentar-me e dar os parabéns, eu agradeci e disse que para mim o dia já estava ganho.
Ainda voltei a fazer mais uns lançamentos, insisti na zagaia e com algumas paragens a fazer queda livre, tentei também passeantes e cheguei mesmo a ver alguns peixes bem lá ao longe a surfar nas ondas, mas era de todo impossível chegar lá.
Com um bom peixe capturado e o dia já em pleno, dei por encerrada a jornada.
Olho de peixe
Dissimulado na poça
Por isso, lembrem-se... Sejam simpáticos uns com os outros e pode ser que coisas boas vos aconteçam!! :)

8 comentários:

  1. Comé C!
    Por acaso já passei por o mesmo, mas no meu caso é sempre pelo lado negativo, vai lá vai...
    Na minha opinião a companhia ás vezes é boa, mas a sós acabo por absorver mais de tudo o que envolve a pesca e o meio ambiente, pois não tens ninguém que te distraia...

    Em relação a pescadores vizinhos que não conheço, sou alérgico, pois a pesca nunca me corre bem, o que não quer dizer que não apanho peixe, mas corre sempre muita coisa mal, por isso quero é distancia deles...
    Mas se algum dia eu te encontrar (coisa que acho quase impossível) prometo que te aceno hehehehehehe
    Abraço e força aí.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Lobo!
      Epa, às vezes é bom ir acompanhado porque dá gosto aqueles momentos tipo "Ei, viste aquilo?! Que brutal!!" ou então "Que grande arrancada, tás a ver a linha a sair?!", coisas que sozinho não tem o mesmo sentimento...

      Os pescadores vizinhos não me chateiam, desde que saibam respeitar e ser educados. Se querem pescar, eu também. Se chego primeiro, respeitem o espaço e eu faço o mesmo...

      Vê lá se me acenas, para eu te acenar também e quem sabe apanhar peixe ahah :)

      Grande abraço!!

      Eliminar
  2. Boas Morais,
    Sendo assim valeu a pena o esforço... :)
    Opá, não seja por isso vou ter contigo para te dar uns bons dias, é sempre a sacar para fora... :)

    Forte Abraço e aperta com eles

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boas Manel!
      Valeu pois, peixe fresquinho para o jantar é sempre bom :)
      Eheheh não é solução milagrosa, mas pelo menos deu para sacar um bom peixe desta vez :P

      Abraço!!

      Eliminar
  3. Boas morais, parabéns pelo robalo.. neste caso o carma foi fixe..normalmente a quem diga que o carma é lixado ahah...tbm tenho de ir a eles que ja tenho saudades ;)

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Zacarias :)
      Opa, o Karma umas vezes lixa-nos, outras nem por isso :P
      Vê lá se voltas às lides!

      Abraço!

      Eliminar
  4. Eu já tive u.a experiência idêntica.. o peixe ferrou no preciso instante que deixo de recolher a zagaia é a fugir de uma vaga... quando não é meu espanto volta com a mão ao carreto e zzZzzz.... ehehe.. parabéns pelo robalo ��

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheh eu não me recordo de ter um robalo ferrado assim, na queda após uma paragens, mas este sei que foi :)
      Obrigado, abraço!

      Eliminar