domingo, 6 de março de 2011

Pescarias Semanais - 3em1

Vou agora relatar 3 pescarias desta semana de uma só rajada!

Começa na terça-feira, logo após o ensaio. O vento estava calmo, o tempo de pesca era curto então eu e o Sebastian decidimos ir até à praia do cabedelo, numa zona onde parecia estar a formar uma coroa de areia no Domingo. A noite estava calma, mas o peixe não andava lá... Um pregado pequeno saiu inicialmente e foi devolvido à água.A noite vai passando e estávamos nós, na conversa, quando de repente.... A minha cana dobra toda, o fio começa a sair do carreto com velocidade ZZzzZZZZzzZZZZzz e num impulso levanto-me da cadeira e pego na cana...Infelizmente, quando lá chego, so senti dois puxões e depois mais nada...Ao recolher, o isco vinha comido mas peixe, nem sinal... O anzol não cravou...

Ficamos mais um bocado na ansiedade de voltar a acontecer, mas a noite estava feita... Ficou o bichinho instalado...

No dia seguinte, o Sebastian tinha combinado ir até Esposende com uns colegas e eu aproveitei a boleia para ver o que lá andava. Foram 3h , 4 pescadores e peixe nem vê-lo.... Como ainda havia tempo, decidimos experimentar o sitio da noite anterior. E em boa hora o decidimos fazer!

Passados uns 30mins de pesca, tivemos uns toques e daí saiu um sargo de palmo que acabou por ser a minha pescaria dessa noite.
Sargo palmeiro
A noite começou bem e ficamos na expectativa de apanhar o cardume de sargos. Já quase a preparar para ir embora, a cana do Sebastian dobra-se e começa a dar toques violentos! Rapidamente ele pega na cana, começa a trabalha o peixe e eu a ajudar com a luz. Ao chegar perto ainda deu mais luta, mas já estava destinado a vir para terra. O resultado foi um excelente robalo de mais de 45cms e cujo peso ainda será descoberto(não tínhamos balança) mas certamente está acima do kilo e talvez perto dos 2kg!

Deixo aqui as fotos dos pescadores:

O Sebas com o troféu da noite!

Claro que eu não podia deixar de tirar foto com o peixe, não é todos os dias que se pode!
Na sexta-feira o tempo estava super calmo, sem vento. Como é óbvio e depois da pescaria de quarta, é preciso aproveitar estas ocasiões! Inicialmente o sitio seria a Praia dos Ingleses, mas ao chegar lá eram tantos carros que o mais certo era nem haver espaço para colocar as canas. Posto isso, tenta-se a Praia da Arda. Por fora, estava tudo calmo, mas dentro de água havia uma corrente enorme e sempre a empurrar para cima das pedras. 2h de pesca e alguma prisões, fez com que o rumo fosse outro.

O sitio escolhido foi o mesmo das pescarias anteriores mas desta vez parecia estar a pescar num rio, tal era a calmaria.... Sem ondas, nem maneira de descobrir possíveis coroas de areia, tornou-se difícil a escolha do sitio mas lá me coloquei mais ou menos no mesmo sitio. Depois começaram a acontecer coisas estranhas....

Uma das canas tinha caranguejo iscado no anzol do fundo e pareceu-me ter tido um toque. Ao recolher, confirmei que tinha ido lá algo mas não ficou... Duas canas montadas, ponteiras ao alto, sem movimento e ao recolher por 2x o anzol de baixo simplesmente não vinha. Fio cortado, sempre rente ao anzol, levava-me a desconfiar que andaria por ali congro/safio ou algo com capacidade de cortar o fio com tamanha facilidade! O tempo foi passando, peixe nem vê-lo e ao ver uma trovoada a formar-se à minha frente, dei por terminada a pescaria antes que acontecesse um azar maior.

E assim foram as minhas 3 ultimas noites de pescaria! Resultados:

1 Robalo com mais de 45cm e para cima de 1kg
1 Sargo da areia com mais de 20cms
1 peixe-aranha devolvido ao mar(vá, agradece lá ó Sebas eheh)
1 pregado devolvido ao mar
1 toque(foi mais um susto) que me deixou a tremer!

Agora é investir nestas pequenas saídas e descobrir onde anda o peixe...

Abraço!

Sem comentários:

Publicar um comentário