domingo, 12 de junho de 2011

fish'n'Trip - Take 2 & Take 3


Dia 2 - Manhã - "Zero à esquerda....E à direita!"

Depois de mais uma manhã dolorosa para acordar, eram 5h30 e estávamos a caminho do mar novamente e mais uma vez em busca dos sargos. Porém, não tivemos muita sorte, novamente. O mar esteve parado, praticamente transparente e ocasionalmente vinham umas ondas mais agitadas - Mar de enchios.

Inicialmente fomos para a zona do dia de ontem mas não se revelou uma boa aposta e rapidamente procuramos outro sitio. Novo sitio, o mesmo problema, mar calmo e sem grandes hipóteses para os sargos por ali passarem. Pesca praticamente no final, a tentativa de safar a grade relevou-se numa fracassada tentativa de pesca ao agulha - NEM ISTO!

Coisas arrumadas, uma grande às costas, ala que faz tarde!

Dia 2 - Tarde - "A ver navios passar"


Dia curioso este...

E perceberão o porque disto. Depois de um almoço bem passado, a frustração da grade deu lugar à "loucura" e eis que entre o almoço e o jantar decidimos ir até ao Tejo para tentar a sorte nas corvinas( ou o que viesse, tamanha era a fome de peixe) e pegamos nas trouxas o mais rápido possível para nos pormos num instante a pescar. Fomos para a zona de Belém e o local estava todo ocupado, menos uma zona e rapidamente nos apercebemos do porque. Ora, sendo uma zona citadina, havia arvores e bancos em todo o passeio....Excepto no local onde estavamos! Mas como estávamos ali para pescar, rapidamente nos adaptamos ao local! Tshirts fora - para pescar um bronze -, cana de fundo com
lingueirão apoiada nas mochilas e canas de spinning a trabalhar alguns jigs e vinis.

A pesca estava a decorrer dentro do normal - grade - e eis que acontece algo meio insólito. Um barco passa perto da margem - quando digo perto, é mesmo perto pois num lançamento seguinte consegui passar a linha de água deixada pelo barco... - e prende a linha de pesca de um senhor que estava com 3 canas de fundo à nossa direita! Gritaria, cana a puxar, gestos e de repente... Blup. Uma cana vai água dentro! O senhor irritado, arrebenta com o fio da cana que tinha na mao, recolhe a outra e vai muito irritado embora, a dizer que vai esperar por eles na marina e faz e acontece....

Lançamento vai, lançamento vem e (não, não apanhei a cana) tenho um toque na cana de spinning! O drag que estava muito solto começa a soltar algum fio mas rapidamente sai fora um robalinho com pouco mais de um palmo (os seus 30cms prai).


Savage Gear Sandeel a fazer estragos, novamente!
Fiquei um pouco a contemplar o peixe e o vinil (Savage Gear Real Pearl a fazer estragos novamente) e reparei que o vinil pouco mais pequeno era que o peixe...Peixe mesmo voraz! Rapidamente tratei de lhe retirar o anzol da boca com muito cuidado e para espanto de algumas pessoas que estavam a passear e assistiram, devolvi à água. Obviamente perguntaram porque fiz isso, se o robalo era "bom" e "jeitosinho" ao que eu respondi com humor e com seriedade: ainda é apenas um "menino" e eu quero é peixes a sério; depois respondi que existe uma legislação que deve ser cumprida para preservar a espécie e que aquele ainda não tinha atingido a maturidade pelo que
me competia a mim, que o capturei, tratar da libertação.

Dois lançamentos depois, prendeu no fundo a Real Pearl e lá ficou...Bolas... Pouco depois, horas de ir embora e estava feita a pescaria por Lisboa!

Resultados finais: 0-1, 0-0, 0-1!

PS: Não estou, de todo, saciado de pesca/pescarias... Vingo-me a jogar em casa! 

Até já Viana!

Sem comentários:

Publicar um comentário